Sobre as Deficiências

Deficiência mental: a importância e a influência do ambiente e da cultura

 

 Deficiência mental: a importância e a influência do ambiente e da cultura

Uma das características distintivas dos seres humanos em relação a outros animais é a sua capacidade de habitar e desenvolver-se em um ambiente organizado culturalmente através de suas crenças, valores e padrões. É nesse ambiente que a criança se desenvolve e adquire suas habilidades.

O ambiente e o desenvolvimento infantil

O papel que o ambiente representa no desenvolvimento infantil varia muito, dependendo da idade da criança. À medida que esta se desenvolve, seu ambiente também muda e, conseqüentemente, a sua forma de relação com este meio se altera. Assim, para o recém-nascido, o mundo que se relaciona imediatamente com ele é um mundo limitado e ligado aos fenômenos conectados ao seu corpo e aos objetos que o rodeiam. Depois, gradualmente, este mundo começa a se ampliar, embora ainda se trate de um mundo restrito que inclui a sala, o quintal próximo e a rua onde ele vive. Quando o bebê começa a andar, seu ambiente expande e novos relacionamentos são formados entre a criança e as pessoas que estão à sua volta.

Portanto, o ambiente sofre mudanças e é dinâmico, não devendo ser encarado como estático e sem relação com o desenvolvimento humano. É dentro desse contexto que inserimos a nossa criança com deficiência mental, a qual apresenta limitações em suas capacidades, porém sem estar imune às transformações de seu ambiente.

O ambiente possui as fontes necessárias para o desenvolvimento da criança, bem como apresenta traços humanos específicos que são característicos do desenvolvimento social. O ambiente já possui uma forma apropriada, a qual deve estar em relação com a criança, para que o desenvolvimento possa ocorrer sem falhas. Se o ambiente não é adequado, se não há uma interação da criança com este, então, surge à possibilidade de um fracasso em algum aspecto do desenvolvimento infantil.

A pessoa é concebida como um todo funcional onde os diversos processos psicológicos (cognitivo, afetivo, emocional, motivacional e social) relacionam-se de forma coordenada um com o outro. Existem conexões sociais entre os vários ambientes, incluindo a participação conjunta, a comunicação e a existência de informações a respeito do outro, em cada ambiente. Isto permite que a pessoa, dentro do sistema da família, por exemplo, possa ser influenciada por todos os outros sistemas e se desenvolva nessa interação.

Os pais e a criança têm acesso ao ambiente, sobretudo, através das crenças e das normas construídas pela cultura. Existem diferentes culturas e cada qual se caracteriza por seu código de valores e crenças específicas. O modo como a criança pensa e usa uma habilidade intelectual depende dos modelos culturais, enquanto o que ela sente e como atua em direção às pessoas com as quais possui vínculo depende dos modelos de relações interpessoais. Nesse sentido, não há diferenciação entre crianças deficientes mentais e não deficientes mentais, pois ambas estão inseridas nesse processo de transmissão cultural, encontrando-se em contínua interação com o meio social.

A diversidade cultural propicia a construção de diferentes modos de criação e educação de crianças. Porém, os pais possuem, também, objetivos universais em relação aos filhos, que independem da cultura em que estão inseridos, tais como a saúde da criança, a sobrevivência física e sua satisfação pessoal e auto-realização. No entanto, o nascimento de uma criança com deficiência mental pode provocar várias reações e sentimentos dentro da família, bem como mudar a estrutura familiar estabelecida antes de seu nascimento.

Dada a importância do ambiente para o desenvolvimento da criança, no que se refere à organização de suas atividades de vida diária e ao processo de estimulação, torna-se fundamental compreender como o ambiente influencia o desenvolvimento das crianças, principalmente daquelas que apresentam algum tipo de deficiência.

Essa afirmativa traz às nossas mentes indagações importantes do tipo: a criança deficiência mental recebe menos influência do ambiente por ter menos condições cognitivas para a compreensão e consciência das situações vivenciadas?

É interessante destacar que a vivência da criança DM, em comparação à criança não DM, ocorre de forma diferenciada devido às suas limitações, mas isso não significa que os acontecimentos do ambiente não tenham um impacto sobre ela. Na verdade, ainda não há respostas prontas para as indagações.

O ambiente familiar não é o único que precisa ser estudado. Há também o ambiente da escola, que constitui mais um espaço de socialização para a criança com deficiência. É importante ressaltar a necessidade de mais orientação para as famílias de crianças deficientes mentais, as quais devem ser melhor informadas sobre o tipo de deficiência e suas conseqüências para o desenvolvimento da criança, bem como dos recursos necessários para favorecê-lo.

O Ministério da Educação do Brasil (MEC) é o responsável, em nosso país, pela organização e administração do ensino especial, juntamente com a participação estadual e, às vezes, municipal. Esse atendimento é garantido por lei; contudo, ele ainda é deficitário e conta com o despreparo dos profissionais.

Fonte: Scielo | Nara Liana Pereira Silva (Universidade de Brasília)

Este artigo é uma versão modificada da introdução da Dissertação de Mestrado da autora

Voltar

Relacionados

  • Deficiência intelectual

    Embora a deficiência intelectual possa ser identificada precocemente (em especial nos quadros sindrômicos e nos casos mais graves), em muitos casos a escola é o local em que surge pela primeira vez a hipótese de que uma criança tenha essa condição, em razão da demanda advinda de aprendizagens escolares específicas.

Colabore

Faça diferença na vida de crianças e adolescentes com deficiência. Doe, você vai se sentir  bem. Se deseja ajudar,  deposite na conta Bancária da Associação Ágape para Educação Especial - CNPJ 01622982/0001-16.  Caixa Econômica Federal,  agência 1634 operação 003- Conta  890-1    Informações tel: (12) 39315722 

Saiba como colaborar

Copyright 2017 © Ágape • Todos os direitos reservados